Querido Setembro!

Setembro, querido Setembro em reta final .. Foram semanas de desgaste psicológico, de horas de trabalho sem fim, de entrega, muito paixão pela profissão e muita vontade de ver construídas as ideias e projetos a que me dediquei de mente, corpo e alma.

Setembro foi um mês intenso. Verdadeiramente desafiante e muito marcante. Porque , apesar de ser a reta final do mês é também o principio do fim de um ciclo mágico, onde a panóplia de emoções diárias, o trabalho árduo em equipa, a força de vontade e incessante crença pelo objetivo, ganharam a força de levar a outro nível o sentido de profissionalismo, competência e disciplina. Uma experiência singular que marcará todo o meu percurso profissional e percurso pessoal – uma história que prometo contar-vos mais tarde em detalhe, porque 2 anos a construir um Empreendimento Turístico é obra!

Entre o processo, o tempo de reflexão e introspecção tive, imperativamente, de acompanhar toda a entrega alucinante a que sujeitei o meu ser. Obriguei-me a aprender técnicas novas para diminuir os meus níveis de stress, de ansiedade e angustia como a meditação e a leitura. E reparem, daqui fala a pessoa que prega otimismo, emana energia leve e encontra em todas as dificuldades uma oportunidade para aprender algo e crescer como indivíduo. Mas, via-me diariamente embebida em problemas e mais problemas – entenda-se problemas normais de trabalho e que acarretamos aquando envolvidos num projeto de tal envergadura -; gerimos pessoas e sentimentos, porque não somos máquinas; gerimos equipas e os seus múltiplos profissionais multidisciplinados, geríamos-nos a nós mesmos entre toda a panóplia surreal de acontecimentos e no final do dia a alma cedia sempre, por muito que o tentássemos anular.

A verdade é que temos sempre fases mais abruptas que outras no nosso ciclo de vida e o importante é sabermos adaptarmo-nos ás adversidades. Neste enleio, obriguei-me a adotar métodos mais pragmáticos e otimizadores do meu estado espírito e entre eles destacaram-se dois livros extraordinários que cimentaram ferramentas fundamentais no processo (!)  : “O Monge que Vendeu o Seu Ferrari” , de Robin Sharma e “Dentro da Loja Mágica” de Dr James R. Doty.

Nos entretantos cá estou, com o espírito fortalecido e incrivelmente motivada para cumprir tudo a que me tenho proposto sem perder o rumo, em bom! Especialmente quando tenho do meu lado marcas extraordinárias e fiéis a tudo o que gosto de representar – brio, qualidade e primazia pelos detalhes. Símbolo disso é este modelo assinatura Raquel Camino, uma marca que só recentemente tive oportunidade de conhecer mas pela qual já estou rendida!

E entretanto é hora de continuar o percurso, que ainda antes de Setembro acabar, há tanto por fazer! Vamos a isso?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s